Alfonso X
Jogos Modernos
Jogos de Mesa
Jogos Infantis
Jogos para Grupos
Jogos de Rua
Quebra-Cabeça
Jogos de Tabuleiro
Jogos Diversos
Jogos de Boteco
Jogos Matemáticos


Escritos
Concursos



 
Futebol de Botão  

Um jogo tradicional é o "futebol de botão", ou "futebol de mesa". Amplamente difundido, este tipo de jogo tem adeptos que se reúnem habitualmente para jogar. As regras podem variar de região para região.

Com relação a este jogo, eu fiquei na dúvida se deveria incluí-lo na seção de "jogos modernos", ou como um jogo antigo e tradicional. Certamenteé mais moderno que os jogos que elenquei como "antigos", mas sem dúvida também existe há muito tempo. Confesso que pouco sei de sua origem.Talvez este jogo tenha algo do chamado "jogo da pulga", onde peças, em forma de discos, são impulsionadas com outra, visando dar "pulos" e atingir um copo ou outro recipiente. Parece-me, também, "aparentado" do jogo conhecido como "meia-pataca", um jogo inglês, jogado com moedas. Mas, por outro lado, parece-me ser um jogo brasileiro. Há notícias de que o jogo teria nascido no início do século no Pará.

Maria Cristina Von Atzingen, em seu livro "História do Brinquedo" (ed. Alegro - 2001), dá duas versões para a invenção do jogo: a primeira é de que teria sido ele inventado em 1947 por Peter Adolph, com o nome de "subbuteo". Mas ressalva ela que em 1930, Geraldo Décourt, carioca, teria inventado o jogo, que seria jogado com peças feitas de um material chamado "celotex".

Afirma ela que o jogo, inicialmente, era jogado com os botões da cueca e depois, do uniforme do meninos que, por vezes, entravam em classe segurando as calças... O jogo chegou a ser proibido em um colégio do Rio de Janeiro.

Muitas indústrias nacionais produziram os jogos de botões.

Sobre um tabuleiro, em forma de campo de futebol, disputa-se uma animada partida, onde os "jogadores" são discos, de plástico, osso, ou outro material. Nas décadas de 1930/40 eram utilizados botões de roupa. Os "técnicos" impulsionam seus jogadores que atacam o gol adversário com uma bolinha ou um pequeno disco. Os "moleques" acham esse jogo absolutamente emocionante.

Com um pouco de paciência, pode-se encontrar diversos sites deste jogo absorvente, que depende muito mais da habilidade que da sorte. Experimente procurar por "botonismo"...

Vale a menção aqui ao "campo" conhecido como "Estrelão", fabricado, obviamente, pela Estrela. Todo moleque da minha idade teve um. Hoje em dia, conheço somente uma imitação, conhecida por "Xalingão", de qualidade inferior ao antigo "Estrelão". Fora isso, somente mesas profissionais.

Em julho de 2004, o Geraldo, amigo, médico e meu "anjo-da-guarda", organizou o que ele chamou de "CLUBE DO BOTÃO". Tivemos um animadíssimo "campeonato", disputado num domingo, com direito a churrasco, cerveja e muitas risadas.

Foi extremamente divertido ouvir um bando de "marmanjos", sem exceção, dizer "quando eu era criança eu era bom nisso"...

Foi interessante ver senhores circunspectos, com o Dr. Geraldo, médico, pai do Geraldo acima mencionado, voltarem a ser criança diante de um "campo" de madeira e alguns botões de plástico.

Não pude entrar no campeonato com meu time do coração, o São Paulo Futebol Clube. Entrei com o Esporte Clube Taubaté, conhecido como "Burro da Central". Consegui o saldo de duas vitórias, dois empates e duas derrotas... Resultado mediocre... Mas eu, nem quando criança, fui muito bom nisso...

Dois dos meus times.
O do Taubaté foi feito sob encomenda, por um fabricante aqui de
São Paulo.

 

 

Pregobol

Não sabia bem onde colocar este jogo. Optei por colocar junto com o jogo de botão em razão do tema futebol.

Este é mais um jogo que conheci quando criança. Não sei se já tinha o nome de "pregobol", mas a idéia é exatamente esta: num campo de madeira, são batidos pregos, como se jogadores fossem. A bola é uma moedinha pequena, que deve ser empurrada, através de "petelecos" dados com os dedos, contra o gol adversário.

As regras exatas já não lembro mais, mas são, obviamente negociáveis. Acho que tres toques para cada jogador,sendo o último obrigatoriamente o chute a gol, parece-me de bom tamanho.

Uma variante interessante, é usar uma bolinha pequena, de plástico ou metal, impulsionando-a com palitos de sorvete.

 

HOME