Alfonso X
Jogos Modernos
Jogos de Mesa
Jogos Infantis
Jogos para Grupos
Jogos de Rua
Quebra-Cabeça
Jogos de Tabuleiro
Jogos Diversos
Jogos de Boteco
Jogos Matemáticos


Escritos
Concursos



 
Dominó  

Pegue 28 retângulos de madeira, papelão, marfim, plástico, pedra-sabão, dentes de morsa, ossos de baleia, metal, cristal ou outro material qualquer.

Nas metades dos retângulos escreva todas as combinações possíveis de números, entre 0 e 6. Pronto! Você tem nas mãos, um dos jogos mais atraentes e antigos que a humanidade conhece.

Foto de Harold White
 

Jogo de dominós, "comercial", feito em plástico. Jogo de dominós, dentro de um conjunto com baralho, gamão e damas.
Jogo de dominós um pouco mais elaborado, feito de pedra-sabão. Jogo de triminós, uma variação do dominó, com peças triangulares feitas de madeira. Em cada um dos vértices do triangulo há um números, que deverá coincidir com os de outra peça já colocada na mesa.
Este conjunto é da Origem, e me foi presenteado em 2003 pela Paula, gerente da Loja de São Paulo. As peças são de metal, bem como a caixinha para guardá-las. E as peças medem menos de 2 cm...

O dominó é um daqueles jogos de mesa, que não tem sua origem perfeitamente esclarecida. É conhecido por inúmeros povos e, portanto, tem inúmeras variações.

É jogado por crianças, jovens, adultos e velhos, mulheres, meninas, enfim, todas as pessoas de todas as idades podem se divertir com este jogo milenar.

E mesmo os pequenos, que ainda não sabem ler números, divertem-se, "construindo" com as peças do dominó... E não podemos esquecer também a brincadeira que deu origem a expressão "efeito dominó": colocam-se as peças em pé, uma ao lado da outra. Derrubando-se a primeira, esta empurra a segunda e assim por diante, até que todas as peças caiam.

Quase todos que analisam o jogo de dominós afirmam que deve ser feita uma analogia entre as peças e o lançamento de dois dados: cada metade equivaleria ao resultado de um dos dados.

Alguns autores afirma, também, que originalmente, os dominós devem ter servido como oráculos, utilizados de forma a prever o futuro. Alguns, por fim, vêem nos dominós uma origem "matriarcal", dado ao fato de serem 28 peças, o equivalente aos 28 dias do mês lunar e ao ciclo menstrual feminino. Não aceito porém esta última interpretação, já que existem jogos com mais de 28 peças, como é o caso dos dominós duplo-9 e duplo-12. Mas, obviamente, isto é minha opinião pessoal.

A primeira menção ao jogo de dominó vem da China. Segundo lendas daquele pais, o jogo teria sido inventado por um funcionário do imperador Hui Tsung. Outra remete a invenção do jogo aos anos de 234 a 181 a.C, quando teria vivido Huang Ming, um soldado-herói.

O jogo é conhecido na China como "kwat p´ai", significando "tabletes de osso", sendo que são os dominós mais longos que os dominós atualmente usados no ocidente.

No ocidente, há indícios da existência do jogo no sec. XVIII, quando teria sido introduzido na Inglaterra e Itália. O jogo pode mesmo ter sido introduzido na Itália por Marco Pólo, ou outros viajantes da época.

Mas nem todos concordam, sendo que alguns estudiosos afirmam que o jogo apareceu espontaneamente em diversas parte do globo.

O nome "dominó" teria sua origem na expressão latina Domino gratias (graças a Deus). Isto porque o jogo era comparada a gola das vestes dos sacerdotes, golas estas pretas e brancas. Afirma-se que os religiosos usariam a expressão latina cada vez que faziam uma boa jogada...

Estas peças pertencem a um jogo de dominós que ganhei no ano de 2003, no meu aniversário, da Regina, minha mulher. O jogo está em uma caixa, que contem vários tabuleiros de outros jogos. É da década de 1920, segundo informações que obtive, feito na Bavária.

Acho interessantíssimo, o cuidado que era dispensado na produção de jogos. As peças são de madeira, mas toda cheia de detalhes.

Na "frente", as peças tem desenhos que lembram uma Flor-de-Lis.

No "verso", algo parecido com um brasão.

Lembrem-se que o mundo estava acabando de sair de uma guerra mundial...

Uma história interessante: em 21 de março de 1791, durante a revolução francesa, um regimento militar ao desfilar perante a Rainha Maria Antonieta, pediu a esta autorização para ofertar ao herdeiro da coroa francesa, o Delfim, um jogo de dominós, feito pelo homem encarregado da destruição da Bastilha.

O presente foi oferecido acompanhado dos seguintes versos:

"Destes horríveis cárceres, terror dos franceses,
Vedes as ruínas transformadas em brinquedos;
Possam eles, servindo aos jogos de Vossa Infância,
Do povo vos provar o amor e a potência."

O jogo entregue então a Luis XVII, foi descrito assim:" Era uma obra-prima de arte; a caixa era feita de uma só peça, os dados provinham dos caixilhos que ornavam a chaminé dos aposentos do governador da fortaleza". Em cada peça havia uma letra. E juntas formavam a frase "Vivam o Rei, a Rainha e o Delfim". Luis XVII não chegou a reinar. E Maria Antonieta foi decapitada.

O dominó ocidental, geralmente tem 28 peças, e é chamado de duplo-6. Mas existem o duplo-9 e o duplo-12, pouco usados atualmente.

Para crianças, existem dominós sem números, mas com figuras, o que facilita o jogo.

No Brasil, o jogo teria chegado com os portugueses no sec. XVI, virando passatempo para os escravos.

Não podemos nos esquecer do Mah-jong. Este jogo pode ser remetido à época de Confúcio, 25 séculos atrás. O certo, porém, é que tornou-se popular na China por volta do ano de 1900. Certo Stewart Culin, descreveu o jogo, ainda que não tenha entendido suas regras, no ano de 1895. Trata-se de um tipo de dominó, com regras, porém, bem mais complexas. As peças tradicionais, são de marfim e madeira, artisticamente produzidas. Hoje em dia, porém, são substituídas por peças de plástico. E a Grow chegou mesmo a produzir um jogo feito de cartões de papelão.

No ano de 2004, minha prima, a Patrícia, acompanhou o marido, o Clayton, em um trabalho que ele foi fazer na China. Despudoradamente, pedi que ela comprasse um legítimo conjunto de MahJong chinês. Ela e o marido sofreram horrores para achar um jogo. Mas conseguiram.

A caixa é de madeira.
As peças são de material branco, não me parecendo ser plástico.

 


As peças tem seus simbolos entalhados e pintados, num trabalho muito bonito.

Só falta agora eu aprender a jogar...

Patrícia e Clayton, muito obrigado e desculpe o trabalho que eu dei para vocês!

Voltando ao dominó tradicional. Como disse, as regras do dominó podem variar de região para região. No Brasil, o mais comum é o jogo com dois adversário ou duas duplas.

Cada jogador recebe 7 peças, que mantém escondida dos olhos do adversário.

Inicia o jogo quem tiver o duplo-6 (peça com o numero 6 nas suas duas metades), também conhecida como "carroça" ou "carroção". Caso esta peça não tenha sido entregue a nenhum jogador, iniciará aquele que tiver a peça dupla maior.

A partir de quem iniciou, cada jogador, em ordem horária, colocará uma peça que se encaixe em uma das "pontas" da cadeia que vai se formando com as peças que vão sendo colocadas. Se alguém não tiver peça a colocar, vai ao "monte" e "compra" até conseguir uma peça que sirva. Caso não exista tal peça, o jogador "passa" sua vez ao jogador seguinte. Vence quem se livrar de todas as suas peças. No caso do jogo ficar "travado", isto é, não houver possibilidade de se colocar peças, contam-se os pontos nas mãos de cada jogador. Vence aquele que tiver menor número de pontos na mão.

Quando se joga por pontos, normalmente usa-se a seguinte tabela:


Batida Simples 1 ponto Bater com a pedra que contenha um número em qualquer uma das extremidades
Batida Carroção 2 pontos Bater o jogo com uma Carroça (pedra com o mesmo número nas duas metades)
Batida Lá e Lô 3 pontos Bater o jogo com uma pedra que contenha os mesmos números das extremidades das pedras da mesa
Batida Cruzada 4 pontos Bater o jogo com uma Carroça que contenha os mesmos númeors das extremidades das pedras da mesa

* Se nenhum jogador bater, a vitória será dada ao jogador que tiver nas mãos a menor quantidade de pontos na soma total das sua pedras. Essa vitória vale um único ponto.

Passemos às variantes: E. Guik sugere várias, em seu livro "Jogos Lógicos":

- o dominó as cegas, onde o jogador não conhece suas próprias peças, que vão sendo conhecidas uma a uma, durante o jogo.

- o "bergen", onde os jogadores recebem pontos por cada jogada, vencendo aquele que primeiro atingir um valor preestabelecido.

- ele sugere ainda que se jogue dominós sobre um tabuleiro de xadrez. Propõe uma série de problemas, mas estes fogem a minha pouca compreensão de xadrez e de matemática...

Mas estas, obviamente, não são as únicas variantes. Diversas outra são conhecidas. Na minha seção de programas, tenho jogos de dominós com regras diferentes.

Mais uma obra de arte do amigo ZAMPA.

Em março de 2009, recebi uma mensagem da "amiga virtual' ELIZETE CARVALHO ESTEVES VIZOTTO, que dizia o seguite:

"Sou professora de  Artes e coordenadora de uma oficina de artesanato, onde criamos um dominó com o ícones de nossa cidade, Brazópolis, Sul de Minas. Estamos sempre acessando sites de jogos para estudá-los. Caso queira a imagem do nosso dominó, ente em contato"

 

Obviamente, entrei em contato e pedi a foto do dominó que ela fez:

 

Parabéns a Elizete pela iniciativa!

 

 

HOME